Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
Notícias

Muleta inovadora garante prêmio internacional de Design ao INT

Publicado: Terça, 11 de Mai de 2021, 16h43
imagem sem descrição.

A área de Design Industrial do Instituto Nacional de Tecnologia (INT) receberá mais um prêmio internacional relacionado ao desenvolvimento de produtos de Tecnologia Assistiva. Dessa vez foi a muleta Tour, contemplada no A'Design Award & Competition 2021, que anunciou os melhores projetos de 2020 - 2021 em mais de 100 categorias de design. Desenvolvido no Laboratório de Tecnologia Assistiva e Inclusão (LaTAI) pelos designers Diego Costa, Fellipe Lopes Dias, Guilherme Teixeira de Vasconcelos, Júlio C. Augusto da Silva e Rebeca Coutinho Cabral, o produto garantiu o prêmio prata da categoria "Differently Abled and Seniors" destinada ao atendimento a pessoas com mobilidade reduzida e idosos.

A muleta Tour resolve três inconvenientes causados ​​pelo uso de muletas tradicionais: dores nas mãos, dificuldade para se levantar e manipular objetos ou interagir com as pessoas. Para isso, a Tour lançou mão de um inovador sistema de rotação de apoio de braço. Quando o usuário está caminhando com a muleta, o sistema permite mudanças nos pontos de pressão, reduzindo a dor. Durante a manobra para se levantar, a rotação do apoio de braço funciona como uma alavanca que melhora o equilíbrio e otimiza o esforço. Quando é necessário manipular objetos ou cumprimentar pessoas, o sistema libera as mãos sem perder o apoio.

“Além da inovação mecânica, que traz novas possibilidades de uso para a muleta, o design também agregou elegância e personalização ao equipamento, reduzindo o estigma associado ao uso de muletas” – destaca Júlio Silva, chefe do LaTAI e coordenador do projeto.

A cerimônia oficial da premiação do A'Design Award & Competition 2021 ocorrerá em 15 de novembro de 2021, na cidade de Como, no norte da Itália.

Pesquisa

Exemplos de alternativas de cores da muleta Tour.Equipamento auxiliar de locomoção, que reduz a carga nos membros inferiores e auxilia no equilíbrio, a muleta tradicional muitas vezes é abandonada pelos usuários por conta de dificuldades, como dores, fadiga, constrangimento ou dificuldade em se levantar ou realizar tarefas que exigem mãos livres. Deixar de usar o acessório, por sua vez, leva a pessoa com mobilidade limitada à perda de autonomia, isolamento social e inatividade física.

Esses problemas foram identificados pela equipe da Divisão de Design Industrial do INT, após várias entrevistas com usuários e profissionais de saúde, além de uma busca sistemática em cinco bases internacionais de patentes, que resultou na análise de 443 diferentes modelos de muletas, além dos produtos disponíveis no mercado. O cruzamento desses dados inspirou o estágio criativo de elaboração do projeto de design da muleta Tour, focado na autossuficiência e suporte aos usuários.

A ação de levantar usando uma muleta convencional comparada com a muleta Tour.Ilustração comparativa da ação de levantar: usando uma muleta convencional e com a muleta Tour

Para se levantar, o usuário libera o apoio de braço,que gira acompanhando seu movimento.
Assim,a força para se erguer é reduzida, ao mesmo tempo que melhora sua condição de equilíbrio e sustentação.
Uma vez em pé, o sistema trava na posição convencional, com a possiblidade de ser usado ainda na horizontal, com apoio pelo antebraço, ou em uma posição intermediária.
Com essa versatilidade de ângulos, o usuário pode mudar de posição sempre que sentir dor, cansaço ou desejar aliviar pontos de tensão.
A posição horizontal, por sua vez, deixa as mãos livres para manipular objetos ou apertar a mão de um amigo.

 

O prêmio

Produtos, projetos e serviços que demonstram um design superior, além de tecnologia e criatividade, são foco do A' Design Award, uma premiação de excelência em design e inovação. Os prêmios são distribuídos anualmente nas variadas categorias. Designers, empresas e instituições de todo o mundo são convidados a participar da competição enviando seus trabalhos para apreciação do júri composto por profissionais internacionalmente reconhecidos. A premiação inclui o direito de usar o selo "Award Winner", agregando o valor de reconhecimento ao produto.

Esta é a sexta vez que o INT é premiado por projeto coordenado pelo tecnologista Júlio C. Augusto da Silva, nessa mesma área de equipamentos para pessoas com limitação de mobilidade. Na lista dos prêmios está o Brasil Design Award (BDA 2020), pela capa de próteses Clipa; o A’Design 2018, pelo design do andador Shift;Prêmio Bornancini de Design 2018, pelo andador Adapt; o Prêmio Internacional Objeto Brasil 2016, por design de cadeira de rodas residencial; e o Prêmio Idea Brasil 2014, pela cadeira de rodas hospitalar.

 

Fim do conteúdo da página
Usamos cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência em nosso site.